Resumo dos Meses de Janeiro e Fevereiro

O início deste ano foi dedicado a continuar a preparar a participação na Maratona de Sevilha, mas o mau tempo que se fez sentir durante Janeiro aliado a alguma preguiça para treinar, não ajudaram em nada este objectivo. Além dos treinos habituais, os únicos destaques de Janeiro são os dois treinos longos que fiz e a participação no Grande Prémio do Fim da Europa.

Ainda assim para a história do mês de Janeiro ficam os seguintes números:
Contagem: 13 Actividades + 1 Prova
Distância: 245.60 km
Hora: 26:47:50 h:m:s
Ganho de elevação: 6,625 m
Velocidade média: 9.2 km/h
Cadência média de corrida: 83 ppm
Calorias: 14,442 C
Já Fevereiro foi o mês da Maratona de Sevilha. Os treinos diminuíram em quilometragem mas a intensidade aumentou um pouco. O mau tempo continuou por Lisboa e a preguiça para treinar também não abandonou estas paragens.
Como resultado ficaram estes números:
Contagem: 12 Actividades + 1 Prova
Distância: 169.75 km
Hora: 15:29:38 h:m:s
Ganho de elevação: 1,797 m
Velocidade média: 11.0 km/h
Cadência média de corrida: 83 ppm
Calorias: 15,445 C
O resultado da Maratona de Sevilha foi menos bom, apesar de ter ido em bom ritmo até aos 30 Km.
Agora e até Agosto o objectivo é preparar o melhor possível as provas de Trail em que irei participar. Por esse motivo as provas de estrada não vão estar nos meus horizontes e, a participar em algumas, será mesmo em ritmo de treino e apenas para dar quilómetros às pernas. Para o segundo semestre do ano, ainda terei de pensar e definir objectivos.
Continuação de bons treinos e boas provas!!!

Resumo do mês de Novembro

Novembro já é história. Comecei por bater o meu record pessoal na Maratona e terminei em modo treino e relax, com poucos treinos e intensidade, para relaxar um pouco o corpo e a mente e permitir-me treinar em Janeiro e Fevereiro com maior carga e intensidade, rumo à Maratona de Sevilha.
 
 


No final da Maratona do Porto com o Bruno e o Vargas

Comecei Novembro com 3h44m22 na Maratona do Porto, atingindo assim o objectivo pessoal de terminar abaixo das 3h45 de corrida. Na semana seguinte aproveitei para ir passear até à Meia Maratona da Nazaré, que cumpri obviamente sem recordes e ainda a recuperar da Maratona do Porto. Participei ainda no Treino Nocturno de São João das Lampas, que reproduz o percurso da mítica Meia Maratona de São João das Lampas, desta vez numa variante nocturna e não competitiva.

 
Após a Maratona do Porto, Novembro foi essencialmente um mês para rolar e não perder muito a forma.
 
 
 
Os números que ficam para a história de Novembro são:
• Contagem: 20 Treinos + 2 Provas
• Distância percorrida: 219,70 km
• Tempo: 20:08:03 h:m:s
• Ganho de elevação: 2678 m
• Velocidade Média: 10,9 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio:  ND
• Calorias Gastas: 18.526 Cal
 
A aquecer para a MM da Nazaré com a Marta e o Daniel
Dezembro será um mês para começar a „meter“ de novo alguma intensidade nos treinos. Irei participar na Meia Maratona dos Descobrimentos e na São Silvestre de Lisboa, e irei estrear-me no Trail Longo do Cabo Espichel (30 Km), tudo em ritmo de treino pois o objectivo é preparar.
Bons treinos e melhores corridas!!!

Resumo do mês de Setembro

Setembro foi um mês misto de sensações boas e menos boas.

Menos boas porque a minha lesão no tibial anterior ainda entrou por Setembro a dentro e não me permitiu concluir pela primeira vez uma prova: a Meia Maratona de São João das Lampas.

Apanhado pelo Pedro Carvalho no treino da coincidência
Sensações boas, porque a partir de determinada altura consegui começar a treinar a sério sem problemas e ainda consegui recuperar um pouco da forma entretanto perdida. Venha agora a Maratona de Lisboa.

Para a história os números do mês de Setembro:

• Contagem: 20 Treinos + 1 Corrida
• Distância percorrida: 233,90 km
• Tempo: 22:09:45 h:m:s
• Ganho de elevação: 1412 m
• Velocidade Média: 10,6 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio: 145 bpm
• Calorias Gastas: 14217 Cal

Para o objectivo Maratona de Lisboa deveria ter corrido em Setembro cerca de 75 Km mais. Só assim teria uma preparação ao nível da que atingi para a minha participação na Maratona doLuxemburgo. Fiz o que foi possível fazer e posso dar-me por satisfeito por ter recuperado a tempo de treinar o suficiente para participar na Maratona de Lisboa.

Metade da equipa ACCVCAVI depois das Lampas

Setembro foi o mês da participação na Meia Maratona de São João das Lampas onde tive de abandonar a prova a meio, mas também onde a equipa ACCVCAVI esteve representada em força com nove atletas, tendo (quase) todos conseguido excelentes resultados.

Pessoalmente, ainda tive tempo para fazer dois treinos longos, (29 e 34 Km), e o final do mês já foi em modo “taper” para chegar ao próximo Domingo em condições.
Percurso da Maratona de Lisboa no próximo Domingo, Apareçam!!!

Por falar nisso, Domingo saiam de casa e passem pelo percurso da Maratona de Lisboa. Entre Cascais e o Parque das Nações de certeza que poderão apoiar os atletas em algum ponto da prova. 
Como bónus quem sabe se não ganham o bichinho da corrida e vêm experimentar um dia destes.


Bons treinos e melhores corridas!!!

Resumo do mês de Julho

O sprint final na Ultra Maratona Atlântica – foto amma
O mês de Julho fica marcado pela minha estreia nas Ultra Maratonas. Ao nível de treinos foi um mês  regular, onde sobretudo cumpri o plano de treinos estabelecido para a estreia na Ultra Maratona Atlântica. Muitos treinos na areia aumentaram o esforço, mas necessariamente baixaram o ritmo médio mensal que vinha sendo regular nos últimos três meses.
A única prova em que participei no mês de Julho foi a Ultra Maratona Atlântica Melides – Tróia, de que podem ler o relato aqui. Foi uma prova bonita, em ritmo lento e de aprendizagem para as próximas edições, onde demorei 6h47 para percorrer os 43 Km do areal Melides – Tróia. Mais do que físico foi essencialmente um teste psicológico, resultado de correr em condições diferente das habituais (diria quase adversas) durante tanto tempo.
Entre treinos na areia, fartleks e séries, tenho de destacar o Treino Temático de homenagem a Francisco Lázaro do qual podem reler a história aqui.
Na Rua Francisco Lázaro em Lisboa


Os números do mês de Julho:

• Contagem: 24 Treinos + 1 Prova
• Distância percorrida: 249,52 km
• Tempo: 26:41:14 h:m:s
• Ganho de elevação: 1410 m
• Velocidade Média: 9,3 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio: 152 bpm
• Calorias Gastas: 18939 Cal


Julho já passou e foi um mês bastante positivo pelo objectivo UMA alcançado. O inicio de Agosto antevê-se calmo para dar algumas férias às pernas, e o final será mais forte para entrar na nova época desportiva com um bom resultado na Meia Maratona de São João das Lampas, dia 7 de Setembro.


Boas férias, bons treinos e melhores corridas!!!

Resumo do mês de Junho (e de Maio também)

O resumo de mês de Maio ficou esquecido no fundo da gaveta. Uma primeira semana de Junho movimentada, dividida entre Hamburgo, Lisboa e Luxemburgo, com muita actividade profissional e os últimos dias de preparação para a Maratona do Luxemburgo, relevaram a publicação do resumo de Maio para um semi esquecimento, mas que vale a pena retomar agora em conjunto com o resumo do mês de Junho.

Então em Maio foi assim:
Maratona do Luxemburgo
Foi o último mês de preparação para a Maratona do Luxemburgo, e foi o mês onde corri pouco mais de 302 Km – o meu record até à data de distância percorrida num mês. Foi o mês do treino longo mais duro que realizei: o Treino 20 Buscar para Correr + 11 Km, e omês da participação nas Meias Maratonas de Setúbal, do Douro Vinhateiro e da Areia.

Um mês bastante positivo, a puxar bem pelo “cabedal“ e a sentir a forma a melhorar a cada Km percorrido.
Os números de Maio foram:

• Contagem: 21 Treinos + 3 Provas
• Distância percorrida: 302,13 km
• Tempo: 28:58:18 h:m:s
• Ganho de elevação: 3096 m
• Velocidade Média: 10,4 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio: 154 bpm
• Calorias Gastas: 25.180 Cal
Já o mês de Junho foi obrigatoriamente um pouco diferente. Foi o mês da Maratona do Luxemburgo, a prova onde se iria revelar se os treinos dos três meses anteriores teriam sido eficazes ou não, e foi o inicio da preparação para a Ultra Maratona Atlântica. O objectivo Luxemburgo foi cumprido com sucesso tendo terminado a maratona abaixo das 4h; e no último Sábado do mês, na Corrida das Fogueiras, ainda consegui correr 15Km com um ritmo de 4:58 min/km,  a primeira vez que consegui terminar uma corrida com ritmo abaixo de 5 min/km. Foi um mês intenso, a treinar com intensidade mas sem exagerar no esforço para evitar que apareça qualquer arreliadora lesão.
Os números de Junho foram:

• Contagem: 20 Treinos + 2 Provas
• Distância percorrida: 263,01 km
• Tempo: 25:18:33 h:m:s
• Ganho de elevação: 2294 m
• Velocidade Média: 10,4 km/h
• Ritmo Cardíaco Médio: 152 bpm
• Calorias Gastas: 21.925 Cal
Já a treinar para Ultra Maratona Atlântica

A titulo de curiosidade publico também o resumo do primeiro semestre do ano. Os seis primeiros meses de corridas de 2013 resultaram em:

• Contagem: 118 actividades entre treinos e provas
• Distância percorrida: 1.340,20 km
• Tempo: 132:27:12 h:m:s
• Ganho de elevação: 12970 m
• Velocidade Média: 10,4 km/h
• Calorias Gastas: 130.376 Cal
A manter este ritmo o ano de 2013 irá terminar com cerca de 2680 Km. No final farei as contas e veremos qual o semestre mais forte do ano.
Bons treinos e boas corridas!!!

Resumo do mês de Abril

O mês de Abril foi um mês interessante ao nível das corridas. 
Foi o mês 3 de preparação para a Maratona do Luxemburgo, logo um mês com bastante carga. Fartleks, séries, treinos longos e treinos de recuperação, houve de tudo um pouco  em Abril. Incluiu também muitas rampas para treinar os últimos (e duros) 10 Km do Luxemburgo. Pelo meio desta preparação ainda encaixei três provas, duas delas em ritmo de passeio: a Corrida do Benfica e a Corrida da Liberdade, e a terceira para melhorar o meu PB: a Meia Maratona de Almada, com o objectivo conseguido e relatado aqui.

58º Treino Lunar – Um dos treinos a que não se pode faltar.

Para a história ficam os números, que em Abril foram:
  • Contagem: 19 Treinos + 3 Provas
  • Distância percorrida: 271,93 km
  • Tempo: 26:07:44 h:m:s
  • Ganho de elevação: 3210 m
  • Velocidade Média: 10,4 km/h
  • Ritmo Cardíaco Médio: 155 bpm
  • Calorias Gastas: 12.745 Cal

Abril já passou, foi um mês bastante positivo, e Maio necessita de um esforço igual ou melhor.

Boas corridas!!!