Em contagem decrescente

Faltam 8 dias para a partida de mais uma grande aventura, o Ultra Trail Cotê d’Azur Mercantour. Serão cerca de 146 Km com partida em Nice e chegada a Saint Martin-Vésubie, cruzando os Alpes Marítimos pelo Parque Nacional Mercantour num total de 10000 metros de desnível positivo.

É a primeira vez que vou tentar fazer uma prova com tantos quilómetros, o máximo que fiz de uma vez foram 115, mas penso que com alguma sorte e discernimento irei chegar ao fim. Sorte no que diz respeito a lesões, (para não acontecerem azares como no Andorra Ultra Trail), e discernimento no que diz respeito à gestão do esforço e da corrida, os primeiros 40 km tenderão a ser muito rápidos e se o esforço não for bem gerido pode vir a revelar-se fatal na segunda metade da prova que é demolidora.

utcam1

O treino possível foi feito, a prova está preparada e planeada, falta fazer malas e juntar-me aos restantes 531 atletas que vão fazer igualmente este Ultra Trail.

Para quem gosta de preparar antecipadamente as provas ou é simplesmente curioso acerca destes detalhes, deixo aqui o link para o roadbook desta prova. Ficou disponível 40 dias antes da partida e vale a pena uma leitura para perceber o nível de organização. Cliquem aqui para baixar o roadbook. No final virei aqui dizer se tudo correspondeu às expectativas.

Até lá vou ganhando inspiração e motivação extra com as façanhas dos amigos pelas provas do Ultra Trail Mont Blanc. Muitos amigos já terminaram os 119 km do TDS e outros continuam em prova, a equipa do Diogo continua a percorrer os 300 Km do PTL, outros já percorrem os 53Km do OCC e amanhã começam os 101 Km do CCC e os 168 Km da prova rainha UTMB, todas com muitos amigos também presentes.

nevora

E hoje também é dia de apoiar o Nélson Évora na final do triplo salto do Campeonato do Mundo de Atletismo. Desejamos que traga de lá uma medalha!!!

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Inveja da boa

Começou a festa.

Melhor, começaram as festas!

Esta semana e as seguintes, concentram um sem número de provas de Ultra Trail tão famosas e interessantes, que se todas elas fossem transmitidas na televisão seria uma espécie de Campeonato do Mundo de Futebol, com provas todos os dias e a todas as horas.

UTMBO interessante aqui, é que há tantos amigos a participar nestas provas que o esforço necessário para as acompanhar e para saber novidades das mesmas é quase mínimo, tal a velocidade da informação que circula pelos mais diferentes meios virtuais.

Ora isto acaba por causar alguma inveja, inveja da boa entenda-se, tal o número de fotos de paisagens e trilhos espectaculares, em lugares remotos, em lugares famosos, com estrelas das corridas…

GRP

É amigos na PT281+, é amigos no Grand Raid des Pyrénées, é amigos já em Chamonix para o Ultra Trail Mont Blanc que começa no final da semana, é amigos a caminho do Tor de Geans, é amigos um pouco por todo o mundo…

11863306_899221636823883_1976429448878084315_n

Bem vistas as coisas também eu estou em contagem decrescente para o Ultra Trail Cotê d’Azur Mercantour, em quinze dias lá estarei na partida para o empeno e será a minha altura de causar inveja da boa a alguém.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

II Summer Trail Camp – Dia 1

O primeiro dia do II Summer Trail Camp decorreu conforme o previsto. Estava planeado fazer um treino de cerca de 25 quilómetros, pelo que aproveitámos para seguir o track do trail curto do Estrela Grande Trail organizado pelo Armando Teixeira, que seguia em grande parte a Rota do Carvão e cumpria os requisitos que pretendíamos.

Fomos cinco os que efectuámos este treino, que teve início em Manteigas e começou logo com a famosa subida às Penhas Douradas, onde subimos 750 metros em pouco mais de 6 quilómetros. Seguimos por um trilho muito bonito e verdejante até à Represa de Vale do Rossim que circundámos e, onde aproveitámos para reabastecer aos 11 quilómetros de treino. O dia estava quente, o sol brilhava lá no alto, e esta pausa técnica para reabastecer soube bem. Desfrutar, ainda que por poucos minutos, do espelho de água de Vale do Rossim é sempre de uma satisfação imensa. Seguimos em direcção à Nave Mestra por um trilho inóspito, com muito vegetação rasteira e seca, e algumas subidas e descidas pelos barrocos do maciço central da Serra da Estrela, o que deu alguma emoção ao percurso.

11868645_1204662422888619_496129485_n

Represa do Vale do Rossim

A Nave da Mestra encontra-se num local isolado da Serra da Estrela a cerca de 1650 metros de altitude. É apenas acessível pé e é dominado por um colossal bloco granítico. Reza a história, que apaixonado pelo local, um juiz de Manteigas mandou construir na base do grande bloco granítico, em 1910, uma pequena casa de férias. A sua construção foi concretizada pela mão-de-obra vinda de Manteigas em cima de mulas por um caminho que ainda hoje existe, ajudada por macacos hidráulicos utilizados para levantar as gigantes pedras, incluindo aquela que faz de telhado à casa. Esta obra é comprovada pela inscrição que ainda se pode ler na construção principal por cima da porta, “Dr. J.Matos – Barca Hirminius – 1910”.

Nave Mestra

Íamos com cerca de 16 quilómetros de treino e foi aqui que alterámos o rumo do nosso treino, agora novamente em direcção a Manteigas. Tal como até à Nave Mestra, seguimos por um trilho de vegetação rasteira, até chegarmos a uma descida técnica e bastante inclinada que deu muita adrenalina a fazer. Este era o primeiro dia do II Summer Trail Camp e não devíamos abusar, pelo que o ritmo da descida foi “moderado” a poupar para os dias seguintes, mas imagino o pessoal no EGT a fazer esta descida a “abrir”, deve ter sido brutal! Por aqui já conseguíamos desfrutar a paisagem do Vale Glaciar do Zêzere e de alguns pontos já avistávamos Manteigas. Terminada esta descida, corremos mais umas centenas de metros, e somos brindados com outra descida acentuada, bastante técnica pelo meio de barrocos, pinhas e caruma, que acabou por nos levar ao Vale Glaciar a caminho de Manteigas, onde terminámos o nosso treino.

Os 5 Magníficos

 

 

Em resumo foram 27,6 quilómetros neste primeiro dia, com pouco mais de 3000 metros de desnível acumulado, que foram percorridos em ritmo moderado em cerca de 4 horas. Para os curiosos o percurso efectuado neste primeiro dia está disponível clicando aqui.

Um obrigado especial ao Bruno, ao Rui, à Fátima e à Nia, por terem contribuído com energia para este empeno.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

II Summer Trail Camp – O início

A ideia do Summer Trail Camp surgiu o ano passado, com a minha necessidade de treinar com maiores desníveis em montanha antes dos desafios que pretendia concluir com sucesso, nomeadamente o Grande Trail Serra d’Arga e o Arrábida Ultra Trail. O desafio foi colocado à última hora, e em 2014 fomos apenas dois a realizar o Summer Trail Camp. Este ano, apesar de ter sido eu o único a completar os pouco mais de 188 Km de treinos na semana do Summer Trail Camp, foram 18 os participantes que em um ou mais dias passaram pelos treinos do Trail Camp, um aumento de 900% face a 2014.

A edição deste ano teve novamente base no Skiparque, que reúne todas as condições para uma semana de treinos em montanha, conjuntamente com muita descontracção, ar puro, praia e boa onda entre amigos. A semana ficou igualmente marcada pelos fogos no Parque Natural da Serra da Estrela, que apesar de se encontrarem longe do Skiparque e nunca nos terem colocado em risco de segurança, acabaram por limitar alguns dos percursos que tinha inicialmente definido, acabando apenas por fazer uma subida à Torre em vez das duas programadas. Mas, quando se está preparado para reagir a estes imprevistos, tudo acontece naturalmente e o Summer Trail Camp acabou por contemplar na mesma cerca de 188 quilómetros de treino e 19000 metros de desnível acumulado, tendo sido uma semana de treinos muito importante, para mim e para outros participantes, na preparação para os desafios que se avizinham.

11868645_1204662422888619_496129485_n

Foi interessante constatar, que para além do grupo do Summer Trail Camp passaram pelo Skiparque pelo menos mais 3 grupos de pessoal que foi treinar para os trilhos da Serra da Estrela, aproveitando assim alguns dos bonitos recursos naturais que o nosso país tem para dar.

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!

Back to business

Após umas merecidas férias quer do trabalho quer cibernéticas, cá estou de regresso com mais aventuras para contar.

E se pensam que férias para mim são sinónimo de “papo para o ar” estão muito enganados, foram semanas de muita actividade e treino, a começar na Corrida Vertical Aquashow, passando por horas e horas de dança no Andanças e a terminar no II Summer Trail Camp.

Agora é por as ideias em ordem e arranjar uns minutos para escrever e partilhar todas estas aventuras.

IMG_20150802_002741Para já o foco desportivo continua no treino para o Ultra Trail Côte d’Azur Mercantour que se aproxima a uma velocidade vertiginosa.

Estejam atentos para as novas histórias a publicar nos próximos dias.

Continuação de bons treinos e boas provas!!!

É hoje a Corrida Vertical

Hoje todos os caminhos vão dar ao Aquashow para a Corrida Vertical!

Se estão pelo Algarve, apareçam por lá para apoiar ou apenas para desfrutar da festa.

A entrada é livre, com DJ e piscina de ondas a partir das 21h00.

Até já!!! 😉

vertical

Continuação de bons treinos e de boas provas!!!