Toca a Todos, a nós tocou-nos 0,1%

Faz hoje duas semanas que participei na Ultra Maratona Solidária Toca a Todos. Se não sabem do que estou a falar, podem relembrar o âmbito desta acção solidária aqui e aqui.

Não sendo este desafio uma prova competitiva mas antes uma acção solidária, vou resumir-me ao que de bom teve esta acção solidária.

Let’s Party!!! Leiria, Lisboa é já ali…

 

Segundo o que tem sido divulgado pela RTP/Antena 3, os promotores oficiais desta acção, foram angariados cerca de 410000 Euros para ajudar a combater a pobreza infantil. Eu, o Nélson e a Sandra, com a nossa “venda” de quilómetros a favor desta causa, contribuímos com pouco mais de 0,1% desse valor. Na verdade foram os nossos amigos que contribuíram na maior parte, ao comprarem os quilómetros que iriamos correr de Leiria a Lisboa, e a eles o nosso muito obrigado. Nunca é demais agradecer e repetir o nome deles:

Vânia Silva • Liliana Silva • Sónia Tubal • Cláudia Pargana • Henrique Ruivo • Paulo Jorge • Céu Carvalho • Patrícia Gomes • Zé Lourenço • Sandra Simões • Paula Veiga • Paula Carvalho • Sofia Agostinho • Nélson Marques • João Valente • Patrícia Mar • Joaquina Reforço • João Gião • João Vargas • Krzysztof Waberski • Luís Antunes • José Rodrigues • Mustafa Kilic • Augusto Pereira • Francisca Reforço • Alexandre Perdigão • Susana Lourenço • Sónia Teixeira • Jorge Esteves • Pedro Simões • Fernando Simões • Marcos Ribeiro • Ana Varejão • Sofia Coelho • Daniela Rocha • Patrícia Marques • Lilian Kato • D. Rosa • Joana Sena • Clara Rianço • João Gaspar • Jorge Esteves • Pedro Carvalho • Maria Emília Janela • Mafalda Faria • Carlo Martins • Marlene Silva • José Caldeirinha • Patrícia Encarnação • Ana Isaías • Nuno Gião • Sandra Antunes • Flávia Dionísio • Mónica Lousada • Francisco Fernandes • Pedro Machado • Manuela Machado • Guilherme Nalha • Gustavo Nalha • Duarte Martinho • Francisco Fernandes • Patrícia Candeias • Lídia Marques • Isabel Tempero • Sara Ali.

Entrega do donativo de todos nós à caixa dos Ultra Maratonistas

 

Da aventura desportiva de Leiria a Lisboa, tenho sobretudo a realçar o companheirismo e a amizade com que decorreu toda esta aventura. Foi bom partilhar muitos quilómetros de corrida com verdadeiros campeões, e foi bom sentir o calor de tantos amigos à partida e a chegada.

Também houve direito a descansar 😉

 

Correndo o risco de me esquecer de alguém, quero agradecer a todos os que apareceram em Leiria na partida, no Terreiro do Paço à chegada, ou foram enviando mensagens de motivação ao longo da noite: o Bagorro, a Paulinha, a Isabel, a Vânia, a Lili, o Krzysztof, a Sara, a Marisa, o Luís, o Miguel, a Bernardete, o Marco, a Emília, a Catarina, o Victor, o João, a Carla, a Nur, a Andreia, a Cristina, a Susana, a Joaninha, e aqueles de que me esqueci agora de referir. Um abraço especial ao Zé Lourenço e à Elena que se juntaram a todos os atletas nos últimos quilómetros desta aventura.

Amigos 🙂

 

E mais amigos 🙂

 

O líder do grupo que partiu de Leiria foi o grande campeão João Colaço, e a ele quero também agradecer a partilha de experiência e a oportunidade de correremos juntos. Ao André Goucha que o acompanhou e deu apoio a muitos atletas, eu incluído, e ao Paulo Costa atleta que se esforçou por correr a maior distância entre todos, um especial obrigado.

A equipa sempre acompanhada de campeões 🙂

 

É claro que toda esta aventura só começou por ser possível, por um tipo ainda mais maluco que eu e de seu nome Nélson Marques, me ter desafiado a participar em tal gloriosa jornada. E como quando corre um maluco português, juntam-se logo mais dois ou três, não faltou também a Sandra Simões para compor o ramalhete de pessoal que não tinha mais nada para fazer numa sexta-feira à noite, senão ir a correr de Leiria a Lisboa… E tudo isto acabou sendo possível por se terem juntado ao grupo duas peças fundamentais, a Lilian e o Kiko, que fizeram um excelente serviço de carro de apoio, sem o qual não teria sido possível cumprir esta jornada de tantos quilómetros. A todos vocês um obrigado enorme, daqueles que não cabe em palavras.

Corre, que estás quase a chegar…

 

Por fim o obrigado mais especial de todos: para a minha Mãe, e já agora para todas as Mães.

Na paragem na Marinha Grande, terra do campeão João Colaço, lá estavam os seus pais a desejar-lhe boa sorte, mas também a lembrar-lhe que ele é de carne e osso, e com as preocupações que todas as mães e pais têm para com os seus filhos. É sempre giro constatar que as preocupações dos progenitores são comuns para com os seus rebentos, sejam eles campeões ou atletas de pelotão.

Um beijinho especial 🙂

 

Foi reconfortante lembrar-me que dali a pouco mais de 130 quilómetros, teria também a minha Mãe à espera. Um grande beijinho para ti.

Sigam a Ultra Maratona Solidária

Faltam pouco menos de 24 horas para ter inicio a minha participação na Ultra Maratona Solidária Toca a Todos.

Vão ser cerca de 150 Km, de Leiria até ao Terreiro do Paço em Lisboa, a acompanhar os melhores dos melhores da Ultra Maratona. Espero ter pernas para completar tal desafio sem problemas.

Já apresentei e expliquei a iniciativa Toca a Todos noutro artigo, pelo que se ainda não conhecem ou não ouviram falar, façam favor de revisitar o que escrevi clicando aqui.

Paralelamente à iniciativa oficial, eu, o Nélson Marques e a Sandra Simões, decidimos “vender” simbolicamente a 1 Euro os quilómetros que vamos percorrer nesta iniciativa, eu e Nélson aproximadamente 150 Km cada um, e a Sandra cerca de 30 Km.

Os nossos amigos e familiares são uns porreiraços e, em poucas horas, ultrapassamos a barreira dos 330 Km que tínhamos ambicionado.

Até ao momento contribuíram para a causa Toca a Todos os nossos amigos:

Vânia Silva • Liliana Silva • Sónia Tubal • Cláudia Pargana  • Henrique Ruivo  • Paulo Jorge • Céu Carvalho  • Patrícia Gomes • Zé Lourenço • Sandra Simões • Paula Veiga • Paula Carvalho • Sofia Agostinho • Nélson Marques • João Valente • Patrícia Mar • Joaquina Reforço • João Gião • João Vargas • Krzysztof Waberski • Luís Antunes • José Rodrigues • Mustafa Kilic • Augusto Pereira • Francisca Reforço • Alexandre Perdigão • Susana Lourenço • Sónia Teixeira • Jorge Esteves • Pedro Simões • Fernando Simões • Marcos Ribeiro • Ana Varejão • Sofia Coelho  • Daniela Rocha • Pat Marques • Lilian Kato • João Gaspar • Jorge Esteves • Pedro Carvalho • Maria Emília Janela • Mafalda Faria • Carlo Martins • Marlene Silva • José Caldeirinha • Patrícia Encarnação • Ana Isaías • Nuno Gião • Sandra Antunes • Flávia Dionísio • Francisco Fernandes,

aos quais desde já endereço o nosso grande muito obrigado, e que nos permitiram angariar para esta causa e até ao momento, a quantia de 350 Euros.

A quantia que apurarmos até amanhã, será depositada na caixa para o efeito, no estúdio transparente, à nossa chegada ao Terreiro do Paço pelas 16h30 de Sábado.

Podem continuar a contribuir para ajudar a combater a pobreza infantil em Portugal por estes meios:

Para acompanharem a nossa aventura em tempo real podem fazê-lo em:

  • Site da RTP com mapa e localização em tempo real dos Grupos participantes, clicando aqui.
  • Página do Facebook onde tentarei ir actualizando os locais por onde andamos, clicando aqui.

Mais coisa menos coisa, o Grupo liderado pelo João Colaço e onde eu vou inserido terá este horário:

Localidade Dia Hora Km Parciais Km Totais Latitude Longitude
Leiria 05-Dez 22:00 0 0  39°44’40.52″N   8°48’28.99″W
Marinha Grande 06-Dez 01:30 12 12  39°44’49.19″N   8°56’1.91″W
Nazaré 06-Dez 03:15 18 30  39°36’59.89″N   9° 3’31.52″W
Caldas da Rainha 06-Dez 06:00 27 57  39°24’7.82″N   9° 8’9.97″W
Casais do Caniço 06-Dez 07:40 17 74  39°16’22.56″N   9° 2’54.08″W
Aveiras de Cima 06-Dez 09:45 21 95  39° 8’26.89″N   8°53’58.95″W
N3 06-Dez 10:00 3 98  39° 7’9.95″N   8°52’48.40″W
Aveiras de Baixo 06-Dez 10:06 1 99  39° 6’37.64″N   8°52’8.24″W
Azambuja 06-Dez 10:42 6 105  39° 4’15.78″N   8°51’49.46″W
Vila Franca de Xira 06-Dez 12:30 17 122  38°57’31.54″N   8°59’11.96″W
Expo-Pala Pav. Portugal 06-Dez 15:30 25 147  38°45’47.45″N   9° 5’45.49″W
Praça do Comércio 06-Dez 16:30 7 154  38°42’27.06″N   9° 8’11.58″W

Na Marinha Grande, há a junção do nosso grupo com o Grupo que vem de Caminha liderado pelo Carlos Sá, e com o Grupo que vem do Porto liderado pelos “Cães da Avenida”.

Em Vila Franca de Xira estes três grupos reúnem-se com os Grupos que vem de Manteigas liderado pelo Armando Teixeira, e o que vem de Sagres liderado pelo Miguel Reis e Silva.

 

Todos juntos, encontraremos muitos outros atletas e grupos de corrida no Parque das Nações, para nos acompanharem até ao destino final no Terreiro do Paço.

O Miguel Reis e Silva e o Carlos Sá já estão a caminho de Lisboa. Boa viagem para os vossos grupos.

Daqui a pouco estaremos todos juntos.

Esperamos por todos vós no Terreiro do Paço, Sábado por volta das 16h30. Até lá 😉

Ultra Maratona Solidária

Por vezes há desafios a que temos de dizer que sim, apenas porque são por uma boa causa.

No âmbito do repto que a RTP lançou à sociedade civil para a criação de iniciativas com o objectivo de combater a pobreza infantil, alguns dos principais grupos de maratonistas do nosso país juntaram-se para organizar uma ultra maratona solidária. Vão sair dos pontos mais extremos de Portugal em direcção à Praça do Comércio. E é relevante a acção unir os pontos mais extremos de Portugal. Da simbologia de Sagres, de Caminha e do ponto mais alto do país, a Serra da Estrela. Ao todo serão percorridos mais de 1000 km por esta causa.

O desafio é também que pontualmente em cada zona de passagem, mesmo que por alguns Kms apenas, muitos portugueses a eles se associem. E eles vão pedir a todos quantos queiram endereçar a cada um dos Grupos Líder, donativos, eles deixarão o dinheiro recolhido pelo caminho, no “Estúdio de Vidro” da Praça do Comércio, numa chegada que será transmitida em directo na rádio e televisão, depois das 3 da tarde de Sábado.

Irei juntar-me a esta acção e farei parte do grupo liderado pelo João Colaço que irá partir do centro (Leiria) na próxima 6ªfeira pelas 21h30.
Na Marinha Grande iremos juntar-nos aos grupos que vêm de Caminha e do Porto, liderados pelo Carlos Sá e pelos Cães da Avenida respectivamente, mais tarde aos grupos que vêm do interior (Manteigas) e do sul (Sagres), liderados pelo Armando Teixeira e Miguel Reis e Silva.
Porque em Portugal uma em cada três crianças está em risco de pobreza, unimo-nos e juntos vamos ajudar a chamar à atenção de todos para ajudar a resolver este problema.

Vamos rumo à Praça do Comércio em Lisboa onde deixaremos o contributo em dinheiro de todos os que nesta viagem se queiram encontrar connosco, correr e contribuir financeiramente para esta causa.

Juntos! Todos os Ultra Maratonistas de Portugal.

É uma iniciativa da sociedade civil, associada à mega operação Toca a Todos da Antena 3 e do Grupo RTP, de 3 a 6 de Dezembro. Toda a informação sobre a acção Toca a Todos disponível clicando aqui.

Podem acompanhar as minhas actualizações desta aventura na minha página clicando aqui.

Partilha! Passa a palavra!

A minha APP é melhor que a tua

Uma das questões recorrentes entre o pessoal que corre é: qual é a melhor aplicação para registar e/ou analisar os treinos e as provas que efectuamos?

Na minha opinião não há uma única resposta para esta questão. Há centenas de aplicações para as mais diversas plataformas, o que já de si torna um estudo deste tipo muito difícil de executar, sendo muitas delas muito parecidas entre si ou com funcionalidades, no geral, muito semelhantes. Por outro lado há também o desejo do utilizador, ou seja nós atletas, naquilo que queremos tirar partido da aplicação e que poderemos considerar como uma mais-valia para os nossos treinos ou actividades.

Na minha experiência pessoal sou utilizador de quatro aplicações distintas, a saber o Micoach da Adidas, o Garmin Connect, o Strava e mais recentemente a Sport Tracks.

O Micoach é a aplicação, que na minha opinião, apresenta os planos de treino mais entendíveis aos atletas menos experientes e mais eficazes nos resultados. Tem planos “à medida” desde os simples treinos para caminhar até planos para a Maratona com objectivos de tempo “pouco modestos”. Foi com esta aplicação que comecei a correr e da minha experiência os planos de treino, se bem executados, funcionam mesmo. O único inconveniente é que só integra automaticamente com produtos da Adidas, mas com alguma vontade, conseguem-se replicar os treinos noutras aplicações e/ou nos diversos relógios para treino.

Detalhe da aplicação Micoach da Adidas

Numa fase seguinte cansei-me de treinar e correr de telemóvel no braço, por todos os motivos que quem corre com um telemóvel no braço já alguma vez experienciou: a bateria dura pouco, o GPS não arranca ou regista disparates, o telefone não para de tocar, ou muitas outras chatices que poderia enumerar, e comprei um relógio com GPS da Garmin. Por uma questão de facilidade de utilização e transmissão de dados entre o relógio e aplicação comecei a usar o Garmin Connect. É uma aplicação muito completa em termos de registo e análise dos dados do treino e, faz gratuitamente muitas coisas que são premium noutras aplicações. Permite o upload de ficheiros GPX obtidos com outros equipamentos, mas talvez por o marketing desta aplicação estar focado nos produtos da Garmin, penso que é utilizado sobretudo por quem tem ou já teve equipamentos da Garmin.

Detalhe da aplicação Garmin Connect

Mais tarde descobri o Strava. É uma aplicação originalmente concebida para ciclistas, mas que rapidamente foi adoptada também pelos runners deste mundo. É muito parecida com o Garmin Connect, apesar de alguns dos parâmetros de avaliação de treino apenas serem disponibilizados na versão premium, enquanto na Garmin Connect são gratuitos. A mais-valia e originalidade desta aplicação são os denominados “segmentos”, onde é registado o tempo de cada atleta sempre que se passa em determinado segmento de um percurso e regista os diversos recordes, havendo uma competição saudável entre os atletas para obter o melhor tempo em cada segmento existente. É um modo muito interessante de nos obrigar a dar um bocadinho mais em cada treino para tirar uns segundos a um certo tempo, e assim a melhorar quase inconscientemente a nossa performance.

Detalhe da aplicação móvel do Strava

Depois adoptei um plugin para o Strava que permitia ainda mais esmiuçar os treinos e as provas: o Veloviewer, sobre o qual escrevi aqui.

Mais recentemente senti a necessidade de utilizar uma aplicação que me permitisse analisar os treinos e provas de um modo mais completo e aprofundado. A aplicação que respondeu à minha exigência foi a Sport Tracks. Com esta aplicação, que podem testar gratuitamente por 45 dias mas que depois terão de adquirir por cerca de 45 EUR por ano, consigo analisar o efeito do treino em termos de fadiga e de forma física, e analisar os picos de forma e desempenho. É muito útil para validar a eficácia do treino que faço, e para perceber o que fiz bem e o que fiz mal, e tentar melhorar ou corrigir nas semanas seguintes. Como com esta análise se consegue igualmente determinar os picos de forma, podemos ajustar o plano de treinos perfeitamente para estarmos na nossa melhor forma em determinada data.

Detalhe da aplicação Sport Tracks

Para mim que corro trilhos e montanha apresenta ainda outra grande valia para a minha preparação das provas. Com o track do percurso a aplicação segmenta automaticamente todas as subidas e descidas do percurso, com informações de distância, desnível, inclinação, de cada uma das subidas e descidas, permitindo-me assim avaliar e ajustar o meu desempenho em cada um dos segmentos. Caso vos interesse perceber como o é medido o desempenho e como podem melhorar o mesmo com base na análise dos vossos treinos vejam aqui o que esta aplicação pode oferecer.

Em resumo continuo a utilizar diariamente três aplicações: o Garmin Connect, o Strava e o Sport Tracks. Apenas necessito fazer o upload do treino/prova para o Garmin Connect que este encarrega-se de enviar automaticamente para o Strava e para o Sport Tracks. Depois divirto-me com o pessoal nos segmentos do Strava, e estudo os meus treinos e tento melhorar a minha performance no Sport Tracks.

Como vêm há aplicações para tudo e até há quem escolha a sua aplicação preferida apenas porque gosta mais da cor do interface da aplicação.

Experimentem as diversas aplicações que há no mercado e façam uma escolha de acordo com a informação que pretendem obter e o modo como ela vos é apresentada, é o principal conselho que vos posso oferecer. Aplicações há muitas e todos os critérios para a escolha são válidos. Como em tudo na vida, com a nossa evolução natural é bem possível que a aplicação que é perfeita para nós hoje, para o mês que vem ou daqui a um ano já não o seja.

A minha APP não é melhor que a tua, é apenas a que se ajusta melhor ao que eu procuro para mim neste momento. 😉

Continuação de bons treinos e provas!!!